Biografia: Erwin Smith


◽Idade: ????
◽Nascimento: 14 de Outubro
◽Sexo: Masculino
◽Altura: 1,88 m
◽Peso: 92 kg
◽Estado: Morto

Grupo: Comandante da Tropa de Exploração

Erwin alista-se no exercito e se juntou ao corpo de cadetes. Tempos mais tarde entra para a tropa de exploração sob comando de Keith Shadis, que depois se aposentou e logo após Erwin fica no seu lugar, luta ao lado de Mike Zacharias posteriormente Levi. A primeira aparição dele no anime e mangá, é voltando de uma expedição antes da queda da muralha Maria ainda sob o comando de Keith
Erwin era um personagem complexo, retratado como sério, calculando, vendo e planejando o futuro. Enquanto confiava em seus homens, ele foi o primeiro a perceber que havia um espião no Corpo de Investigação e planejou sua captura. Ele era eloquente, capaz de influenciar muitas pessoas, como o tribunal militar que julgava Eren, e os recrutas escolhendo na escolha de suas unidades.

Erwin era muito sombrio. Ele aceitou todas as críticas, boas ou más, zombarias ou elogios, com a mesma atitude; porque conhecia seus objetivos e seguiria com eles. Seu objetivo final era que a humanidade voltasse a se erguer e se tornasse a espécie dominante sobre os Titãs, um objetivo pelo qual estava disposto a sacrificar qualquer coisa. Mesmo com o braço preso na boca de um Titã, ordenou a todos que salvassem Eren.













Ele compartilhou esta qualidade estóica única com homens como o Comandante da Corpo Estacionário do Pixis , o líder de esquadrão Ian Dietrich e Comandante-em-Chefe Darius Zackly . Como disse Armin Arlert , Erwin, assim como os três homens acima mencionados, tinha a capacidade de enviar seus homens para morrer, se isso promovesse a causa da humanidade. Ele e eles sacrificariam sua própria humanidade para trazer a mudança a um mundo onde aqueles que não podem sacrificar coisas importantes para eles não mudarão nada. Com capacidade de assumir tais compromissos, era um mestre estrategista.

Sob a sua aparência de confiança e determinação unânime, Erwin revelou que ainda tinha seu lado humano. Após a rebelião, ele mostrou compreensão para com as ações audaciosas e questionou constantemente se o que ele estava fazendo era a coisa certa. Ele também mostrou remorso depois de sacrificar inúmeros outros por causa de suas ambições, vendo-se como egoísta. Mesmo assim, Erwin ainda tinha uma firme determinação em proteger o futuro da humanidade, bem como compreender o mundo dentro dos Muros, um sonho que ele tinha mantido desde a sua infância. Seu sonho de compreender o mundo era tão forte que confessou a Levi que considerava mais importante a vitória da humanidade.
Erwin tem uma boa liderança e inspira seus companheiros a darei seus corações, mesmo sendo um sacrifício para a humanidade. Ele criou também, a formação de reconhecimento de longa distância, que foca-se em evitar confrontos com gigantes. Esta formação reduziu as baixas das missões da divisão em cerca de 30%, e consiste no uso de soldados por áreas extensas, maximizando a visibilidade. Ao avistar um gigante, o soldado deve disparar um sinalizador vermelho alertando o comandante, que por sua vez disparará um sinal verde na direção que o grupo deverá seguir, que será imitado por muitos para que todos vejam. Isso foi um dos exemplos da liderança do Erwin para proteger a humanidade dos titãs.


FRASE: "Ofereçam seus corações!" - Erwin Smith


Nenhum comentário:

Postar um comentário